Oficina de Escrita online

Artigos Escrita

Livros unem relatos de escritores que deram a volta ao mundo de bike


Há muitos adoradores de bicicleta pelo Brasil e o mundo e a experiência de viajar pelo mundo de bicicleta tem crescido e tem sido relatada em livros. Os números impressionam: são sempre projetos que duram pelo menos três anos, milhares de quilômetros e dezenas de países. A riqueza da experiência é tamanha, que o livro é quase uma consequência natural da façanha. A hospitalidade com o cicloturista pelo mundo aparece em todos os relatos, mas há também riscos e perigos.


Conheça os livros sobre estas experiências incríveis:


“Homem Livre”, lançado em 2015, de Danilo Perrotti Machado, um administrador de empresas mineiro que largou tudo e visitou 59 países, durante 3 anos, 3 meses e 3 dias, em cima de uma bicicleta. Em sua jornada, iniciada em 2008, Machado pedalou 50 mil km, visitou os cinco continentes e dezenas de locais considerados turísticos.


“No Guidão da Liberdade”, de Antonio Olinto Ferreira, lançado em 1998. Ainda jovem, o advogado decidiu largar tudo em 1993 para passar três anos e meio pedalando. Não é à toa que liberdade aparece no título de ambas as obras. Significam, cada uma a seu modo, a troca de um cotidiano burocrático por uma experiência profunda de autoconhecimento e, por isso, libertação.


“O Mundo ao Lado”, de Arthur Simões, lançado em 2011, com o relato da viagem a 37 países, totalizando 46 mil km pedalados.


“Caminhos — Volta ao Mundo de Bicicleta”, lançado em 2015, pelo mineiro Argus Saturnino. A obra narra sua viagem entre 2001 e 2005, por 28 países, nos cinco continentes, ao longo de 35 mil km.


Leia mais: https://novaescola.org.br/


Marcelo Spalding
28/07/2017

 

 

Acesso rápido: Oficina de Criação Literária | Curso de Escrita Criativa para não ficção

Cursos de escrita desenvolvidos pelo Prof. Dr. Marcelo Spalding - todos os direitos reservados

DEPOIMENTOS

"Gostei muito de ter participado desta oficina e também ter te conhecido. Não conseguirei expressar nessas linhas a tamanha felicidade que tive nos últimos meses. Confesso que sempre me via dentro de uma caverna, escura e fria, onde nas paredes, eu rabiscava os meus sinais. Agora, sei que lá, não só os sinais deverão sair, mas eu também, pois terei um grande caminho a percorrer com os as dicas da oficina, da gramática e da leitura."

Edgar Campanate Ferreira
Volta Redonda, RJ

mais depoimentos

 

 

Início imediato!